Belo Horizonte é uma cidade que tem dado importantes sinais, embora pequenos passos, de que está em busca do caminho que levará a cidade ao desenvolvimento e à mobilidade urbana sustentável. No entanto, a prefeitura tem tido dificuldades de transformar esses símbolos em ações tangíveis e, sobretudo, em resultados práticos para a melhoria da qualidade de vida na cidade.

Essa é uma das conclusões do III Levantamento Situacional da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte, elaborado pelo Movimento Nossa BH dentro do projeto de incidência da sociedade civil pela sustentabilidade urbana (PSICSU).

O levantamento é uma espécie de retrato da política pública efetivada na cidade, trazendo importantes dados como dados gerais do município e dados referentes à mobilidade urbana na cidade como valores orçamentários, principais indicadores e legislação referente. Conta ainda com uma criteriosa análise do Plano Municipal de Mobilidade Urbana e sua contextualização com o que vem de fato sendo executado na cidade e, por fim, os projetos de lei que estão tramitando na Câmara referentes tanto à política de mobilidade urbana quanto à de Mudanças Climáticas, já que a primeira impacta fortemente a segunda.

Neste link você tem acesso ao levantamento na íntegra.