a semana passada, movimentos de mobilidade urbana de Belo Horizonte enviaram 20 propostas populares ao Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) 2018-2021, instrumento que realiza o planejamento do governo sobre o orçamento público no médio prazo (quatro anos). Entre as propostas está a implantação de 100 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus, melhorias no aplicativo SIU Mobile para garantir de acessibilidade de deficientes visuais e a realização de campanhas educativas sobre bicicleta no trânsito.

O PPAG 2018-2021 estava aberto a apresentação de propostas populares até o dia 20 de outubro. Organizados em torno do projeto MobCidades – Orçamento, Mobilidade e Direitos, projeto nacional que busca incidir no orçamento público a fim de promover uma mobilidade mais justa e inclusiva, os movimentos Nossa BH, Tarifa Zero BH, BH em Ciclo, Mudevi (Movimento Unificado de Deficientes Visuais) e Observatório Social de Belo Horizonte, escreveram e enviaram 20 propostas à Câmara Municipal de Belo Horizonte.

As propostas enviadas pelos movimentos caminham em direção a uma política de mobilidade unificada. Muitas das ações enviadas dizem respeito a políticas que estão em processo de implantação ou que foram prometidas pelo prefeito Alexandre Kalil, como a implantação do Plano de Mobilidade por Bicicleta (o PlanBici), ou mesmo que já estão descritas em outros documentos do município, como a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Confira abaixo as propostas enviadas para o PPAG:

Melhorias no aplicativo SIU Mobile para acessibilidade visual
Auxílio para deslocamento das pessoas com mobilidade reduzida nas estações de integração do MOVE
Implantação de sinais de pedestres com sonorização para garantia da mobilidade de pessoas com deficiência visual
Divulgação de dados de qualidade dos ônibus
Transparência e participação popular na auditoria transporte público
Criação de Fundo Municipal de Subsídio às Linhas Suplementares Comunitárias
Implantação de 100 km de faixas exclusivas de ônibus
Manutenção e melhoria da estrutura cicloviária já existente
Implantação de ciclovias, ciclofaixas e zonas 30
Implantação de bicicletários
Gestão democrática dos Conselhos e Comissões de mobilidade
Implantação de Tratamento de Segurança no entorno de escolas
Realização de campanhas educativas sobre bicicleta