Entre os dias 27 de fevereiro e 2 de março, o Movimento Nossa BH foi ao Rio de Janeiro dialogar e trocar experiências e conhecimento com a Casa Fluminense nos processos de incidência em políticas públicas, comunicação, engajamento e mobilização social e também sobre o funcionamento institucional da instituição.

Desde 2013, a Casa funciona como uma rede de pessoas, movimentos e organizações dedicada a fomentar ações compartilhadas voltadas à promoção de igualdade, ao aprofundamento democrático e ao desenvolvimento sustentável no Rio, alcançando por inteiro nossa “cidade metropolitana” comum.

O interesse do Nossa BH pelo funcionamento da Casa com seus projetos e processos se dá pelo fato de que, em BH, o Movimento Nossa BH tem acumulado uma série de experiências ao longo dos anos, atuando diretamente com a mobilidade urbana de Belo Horizonte. Em 2016, com essas experiências em processos de planejamento, gestão, monitoramento e revisão das políticas de mobilidade na cidade, o Movimento Nossa BH propôs a criação do projeto Observatório Social de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte – #OBSERVAMOS-BH​, para contribuir com o cenário de transição de governo, buscando incidir para que as mudanças institucionais que viriam com a nova gestão permitissem consolidar os avanços ligados à mobilidade urbana, em especial no que diz respeito à participação da sociedade civil no desenvolvimento de políticas públicas nessa temática.

Com tamanha experiência e com diversos processos inspiradores, em especial na atuação metropolitana, a Casa Fluminense contribuiu com o Nossa BH no sentido de apontar desafios e possíveis avanços na discussão sobre várias políticas setoriais das cidades e da metrópole, por meio de inúmeros instrumentos que vão das mídias sociais às ações com comunidades locais da metrópole fluminense.

Dentre as diversas experiências que o Nossa BH pode apre(e)nder, destacam-se:

1) Fórum Rio

O Fórum Rio é um encontro que acontece regularmente entre a rede de associados e parceiros da Casa Fluminense, sempre num ponto diferente da metrópole, para debater e propor políticas públicas e dialogar com representantes do poder público. A realização dos Fóruns estimula a circulação pela metrópole e articulação com novas organizações.

2) Curso de políticas públicas

O curso tem por objetivo gerar e ampliar capacidades e funcionalidades de atores diversos da sociedade civil para a participação aprofundada na formulação, debate e monitoramento de políticas públicas na Região Metropolitana do Rio. O curso foi desenhado para fomentar a interação, troca de experiências e ideias entre os participantes, reforçando a articulação e a cultura de colaboração e compartilhamento de saberes diversos entre diferentes agentes da metrópole do Rio.

3) Agenda Rio 2017

A Agenda reuniu a visão e propostas de políticas para qualificar o debate público sobre os caminhos do Rio após o ciclo dos grandes eventos (Copa e Olimpíadas), com foco em redução de desigualdades, aprofundamento democrático e desenvolvimento sustentável. Elaborada a partir de entrevistas com interlocutores de referência, fóruns espalhados para o debate de políticas e compilação de documentos de organizações da sociedade civil fluminense, a Agenda Rio 2017 refletiu a visão de atores historicamente comprometidos com a causa pública na cidade.

Essas três experiências da Casa, juntamente com seu funcionamento administrativo e suas ações com as comunidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, inspiraram o Nossa BH a continuar a caminhada rumo à atuação na metrópole da capital mineira.

Saiba mais sobre a Casa Fluminense.