Já parou para pensar quanto tempo você gasta no deslocamento entre sua casa e seu trabalho por ano? De acordo com a pesquisa realizada pela Instituto Ipsos e divulgada em maio de 2019, os brasileiros gastam, em média, 1h20 para se deslocar (ida e volta) para as atividades principais do dia. Esse gasto chega a 2h07 para que se cumpram todos os deslocamentos diários. Ou seja, uma pessoa perde cerca de 32 dias por ano no trânsito! Isso mesmo, 32 dias perdidos!

E tudo piora para as pessoas das classes D e E. Elas levam mais tempo nesse deslocamento: cerca de 130 minutos, a cada dia, seguida pela classe C, em média, 129 minutos, e a classe B, 124 minutos. Enquanto isso, a classe A leva cerca de 94 minutos.

Além de longos períodos preso no trânsito, você também está cansado de pagar caro por um transporte coletivo que quase sempre circula cheio e que demora horas para passar? Tem pesquisa que comprova que você não está sozinho nesse mar de insatisfação. A qualidade dos ônibus municipais de BH recebeu a pior nota na avaliação de usuários em comparação com os sistemas das capitais de Rio de Janeiro e São Paulo, segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Em uma escala de 0 a 10, a cidade recebeu pontuação inferior a 5 em todos os principais quesitos analisados: limpeza e manutenção do veículo, motorista, lotação, fluidez do trânsito e segurança. A nota média dos ônibus da capital mineira foi 3,61, enquanto no Rio foi 4,23 e, em São Paulo, 5,54. Além disto, cerca de 80% dos passageiros esperam mais de 15 minutos nos pontos pelos ônibus em BH e aproximadamente 10% dos usuários esperam mais de 45 minutos.

A ausência e escassez de transporte público em determinados horários em algumas regiões da capital e região metropolitana também gera muita ‘dor de cabeça’  para os usuários. Quantas vezes você se programou para ir a um evento e não conseguiu, por não ter transporte? Fica inviável para as pessoas participarem de eventos noturnos ou mudar seu horário de trabalho, por exemplo, por não terem ônibus para voltar para casa tarde após certo horário.

Diante de tantos problemas no serviço de transporte coletivo da capital e grande BH, muitas pessoas estão adotando o hábito de ir para o trabalho e faculdade de transporte ativo, patinete e bicicleta. Só para se ter ideia, o número de pessoas pedalando em Belo Horizonte em 2018, ou 16% maior do que o registrado em 2017. O dado faz parte da pesquisa Contagem de Ciclistas, realizada pela BH Em Ciclo (Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte), em parceria com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil). 

Mas se você já adotou o hábito de pedalar por BH, tenho certeza que você já percebeu que, infelizmente, é necessário disputar o espaço com veículos motorizados em altas velocidades, enfrentar ciclovias precárias e, principalmente se você é mulher, até assédio enquanto pedala.  

O que todas essas questões (e muitas outras!) têm em comum?

A mobilidade urbana na capital mineira e Região Metropolitana!

E vale lembrar: a mobilidade urbana não é só o conjunto dos nossos deslocamentos individuais: é um bem coletivo, que se realiza através de decisões e discussões na esfera pública, e que refletem nas escolhas individuais sobre como, onde e quando ir a um determinado local. Ou não ir. A mobilidade, quando assegurada, torna a cidade mais justa, inclusiva e igualitária, contribuindo para a realização de outros direitos: à educação, à saúde, à moradia digna, ao trabalho, ao lazer. A mobilidade hoje é um problema para muitos, um instrumento de exclusão social, mas ela pode ser transformadora e inclusiva!

Vamos discutir novas políticas de mobilidade urbana, novas formas de se locomover?

Setembro é o Mês da Mobilidade e essa atividade está atrelada ao Dia Mundial Sem Carro, celebrado em todo o mundo no dia 22 de setembro, com o objetivo de estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel. Engajados nessa luta estão diferentes grupos e coletivos, movimentos populares e ativistas da capital mineira.

Entre as atividades programadas para este mês estão: 

 

TWEED RIDE PRIMAVERA – Pedal Retrô pela Cidade

As ruas de Belo Horizonte serão invadidas por ciclistas amantes do universo vintage com figurinos e acessórios das décadas de 40 e 50 e suas bicicletas no estilo retrô. Promover a moda sustentável, turismo e mobilidade urbana são os três pilares do Tweed Ride.  

Quem tá puxando: Tweed Ride BH

>> Data: 15/09 (domingo)

>> Hora: 

>> Local: 

 

 PROJETOS DE ZONA 30

Essas são intervenções no espaço que visam à implantação de propostas de redesenho de ruas selecionadas, utilizando-se dos recursos do “urbanismo tático”. O objetivo é trazer mais segurança para pedestres e ciclistas, em especial para os/as alunos/as da Escola Municipal Anne Frank, Bairro Confisco, região da Pampulha.

Quem tá puxando: BHTrans

>> Data: 19/09 á 04/10 

>> Hora: Permanente

>> Local: Escola Municipal Anne Frank | Rua: K, nº445, Conjunto Confisco – BH.

 

9° A JUVENTUDE OKUPA A CIDADE

O evento de tema “A Juventude Okupa a Cidade: ocupando direitos!” é realizado pelo Fórum das Juventudes da Grande BH em parceria com diversos coletivos juvenis da RMBH. A nona edição do Okupa será realizada na Ocupação Izidora e irá propor, a partir das expressões das culturas juvenis, reflexões sobre o direito à cidade a partir das lutas por moradia e mobilidade em Belo Horizonte e RMBH.

Quem tá puxando: Fórum das Juventudes da Grande BH, Academia TransLiterária, Batalha da Rocha, Coletiva MUDA, Coletivo Terra Firme, Coletivo Flores do Beco, Nosso Sarau,  Rejudes, Roleta Crew, Valores de Minas, Associação Imagem Comunitária, Movimento Nossa BH, Internet sem Fronteiras, Minha Quebrada, MLB, Brigadas Populares e Instituto Macunaíma.

>> Data: 21/09 

>> Hora: 14h às 22h

>> Local: Ocupação Izidora 

 

1º SEMINÁRIO MUNICIPAL DIÁLOGOS PARA A EQUIDADE

Diálogos para equidade: políticas públicas e cidadania em Belo Horizonte

Quem tá puxando: Comitê de Equidade & Gênero da PBH

>> Data: 23/09 

>> Hora: 09h

>> Local: Avenida Afonso Pena, nº1212, Centro – BH.

 

DESAFIO INTERMODAL

Tradição em Belo Horizonte, o Desafio Intermodal volta para testar os diferentes modais de deslocamento da cidade. Os tempos serão cronometrados para comparação entre as diversas formas de se deslocar. 

Quem tá puxando: BH em Ciclo

>>Data: 24/09

>>Concentração xxx, saída às xxx

>>Local: Praça da Liberdade

 

1° ENCONTRO DA REDE MOBILIZA RMBH

O encontro busca construir de um espaço coletivo e colaborativo que possibilite a identificação e o reconhecimento da atuação de grupos da Região Metropolitana, para a ação em rede, fortalecendo  agendas, projetos e ações. 

Quem tá puxando: Nossa BH, Tarifa Zero Beagá, Viva Lagoinha, Instituto Macunaíma, Engajamundo Beagá, Fórum das Juventudes da Grande Beagá, Lixo Zero, Associação Coletiva da Juventude, Coletivo Esplanada, Lixo Zero – Contagem, Movimento Sem Cobrador Não Dá, DiverCIDADE – A Pedro Leopoldo Que Queremos, Bicicoleta de Quintal e Greenpeace Beagá.

>> Data: 28/09 (sábado)

>> Hora: 09h às 18h

>> Local:  Viaduto das Artes

 

SEMINÁRIO PELA VIDA DAS MULHERES

O Seminário Pela Vida das Mulheres é uma iniciativa da Comissão de Mulheres da Câmara Municipal de Belo Horizonte. A proposta é envolver especialistas, ativistas, movimentos sociais e demais organizações no debate dos seguintes temas: mobilidade e gênero, economia das mulheres e violência contra mulher, em especial o feminicídio. O evento também conta com alguns coletivos da sociedade civil e com a participação do Movimento Nossa BH, do Tarifa Zero BH, da BH em Ciclo e da ONU-SDSN. 

Quem tá puxando: Comissão de Mulheres da CMBH

>> Data: 30/09 

>> Hora: 10h às 18h

>> Local:  Plenário Amynthas de Barros – Câmara Municipal de Belo Horizonte (Av. dos Andradas, 3100. Santa Efigênia

 

Além disto, passeios ciclísticos,  ocupações temporárias, caminhadas, giro de jogos, rodas de conversa, reuniões multidisciplinares, seminários e outras atividades compõe a programação do Mês de Mobilidade em BH.

Quer ajudar a construir um plano de mobilidade urbana bem planejado e humanizado para BH? Então vem participar das atividades do Mês da Mobilidade. A programação completa você encontra no https://mesdamobilidade.org